Você aprenderia tudo errado se o Tim Maia fosse professor de marketing

“Ah, se o mundo inteiro me pudesse ouvir
Tenho muito pra contar
Dizer que aprendi”

Tim Maia

Essa música é conhecida e você já ouviu. Tim Maia, lembra? Hoje alguém cantarolou ela aqui no trabalho e fiquei pensando em várias coisas. Pode parecer loucura, mas lembrei de um fundamento importante do marketing que está sendo deixado de lado nessa maluquice onde todos querem ser influencers famosos.

Claro que o Tim Maia não cantou pensando nisso, mas já que fiz essa associação, peguei a música como gancho para falar de um assunto que julgo ser importante.

Por vezes achamos que o mundo inteiro deveria nos dar atenção, nos ouvir sobre os mais variados temas. E se levarmos isso para o campo dos negócios, achamos que todos deveriam acreditar nas nossas ideias e comprar nossos produtos ou pagar pelos serviços que prestamos.

Imagem do Tim Maia num desenho com a frase "eu vou chamar o síndico"
Estampa que fiz para minha marca de camisetas que nunca saiu do papel

Seth Godin, o carequinha do marketing, trata desse assunto em um dos seus livros. A base da argumentação dele é que deveríamos pensar exatamente de forma oposta. Ou seja, nem todos deveriam nos ouvir. Para Godin, essa história cantada pelo Tim está um pouco equivocada no mundo dos negócios. Você precisa ser ouvido pelas pessoas certas e na hora certa – eu sei que não é tão simples assim, mas vamos lá.

Não é difícil entender

Normalmente as pessoas que precisam te ouvir estão reunidas em pequenos grupos ou localidades. Se o seu comércio é local, por exemplo, quem precisa saber o que você vende são as pessoas do seu bairro, da sua cidade. Adianta o que você anunciar para o Brasil inteiro que você tem uma mercearia ou corta cabelo numa cidade com 100 mil habitantes e que só atende presencialmente?

Godin explora bem esse tema: seja o “melhor do mundo” para as pessoas que te acompanham, que gostam de você e que estão interessadas no que você vende – e aqui podemos falar até de ideias.

Nos perdemos em sonhos cada vez mais complexos e distantes. Passamos horas na internet assistindo os influencers e achamos que a solução para os nossos problemas é sermos iguais a eles. Ter uma audiência de milhares de pessoas, em 99% dos casos, serviria apenas para massagear o seu ego. Para o que você faz e como faz, neste momento, não possui qualquer serventia.

E nessa loucura, queimamos nossos cartuchos em estratégias erradas e ridículas. E quando as coisas não acontecem – o que é bem provável e previsível -, a sensação que fica é de fracasso. Nos sentimos uns merdas por ficar olhando os números do vizinho, do cara que não faz nada de relevante, mas que arrasta uma multidão de pessoas por fazer dancinhas idiotas na frente de uma câmera.

Um exemplo bobo

Certamente você imagina que fazer uma live no Instagram para 30 pessoas seja um fracasso completo. Claro, você já se acostumou com os números dos famosos. E se eu te disser que não é? São 30 pessoas que te acompanham, que estariam enchendo uma sala para ouvir suas ideias ou comprar qualquer coisa que você estivesse vendendo.

Seu jogo, hoje, não é colocar 50 mil pessoas numa live. Pensa comigo: se você entrasse numa sala com 30 pessoas para uma palestra ou se essas mesmas 30 pessoas entrassem na sua loja ao mesmo tempo você acharia uma multidão. Nem conseguiria atender ou falar com todo mundo com calma. Viu como essa audiência é relativa?

Esqueça esses papos de guru e concentre-se no seu objetivo. Não é pensar pequeno, longe disso. O crescimento necessita de consistência e bases sólidas. Sem isso, você periga desmoronar no primeiro vento. E exemplos assim não são difíceis de encontrar por aí. Aliás, a maioria entra com ideias mirabolantes e acaba desistindo na primeira dificuldade. O sucesso é relativo e o fracasso também.

Portanto, curta muito as músicas do Tim Maia. Coloque para ouvir quando estiver de bobeira, relaxando e tomando uma cerveja. Quer cantar junto? Cante! Vai te fazer bem, trazer alívio e satisfação, aquela coisa boa no peito. Só não ache que o mundo inteiro precisa parar para te ouvir e comprar toda e qualquer ideia que você tem na cabeça.

Muitas vezes, falar com a pessoa que está ao seu lado basta para obter os resultados que você tanto espera.


Gostou do texto? Compartilhe-o com um amigo(a). ❤

5 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s