Um Canalha no The Voice +

Todo fanático por futebol tem o seu programa de debates favorito na tevê.

É aquela loucura de assistir o jogo e depois colocar numa “mesa redonda” pra ver os comentaristas debatendo cada lance, cada gol feito ou chance desperdiçada. Ou então assistir esses programas nos dias que antecedem a partida. A ideia é saber quem vai jogar e como as equipes devem se comportar quando estiverem em campo.

Durante muito tempo o meu programa de tevê favorito foi o “Bate Bola”, da ESPN Brasil. O programa, que era diário e apresentação de João Carlos Albuquerque, tinha ainda no elenco o PVC, o Mauro Cezar e o Lúcio de Castro.

E o João sempre foi um cara que me fascinava. Um sujeito que falava de futebol, mas que parecia estar sempre interessado em outras coisas. Bem humorado, gostava de falar sobre filmes italianos e música. E mesmo nos momentos mais quentes do debate – porque aquele sim era um programa de debate com opiniões diferentes -, sabia levar aquilo com maestria. João era um camisa 10 na apresentação.

O tempo passou, o “Bate Bola” foi trocando seus participantes e o interesse pelo programa caiu. Mas mesmo assim eu continuava acompanhando aqueles caras em outros projetos, e o João Carlos certamente era um dos meus favoritos – assistia até programa de automobilismo quando ele apresentava.

O João, que era conhecido como “o Canalha”, saiu da ESPN há mais de um ano. Ontem reapareceu em grande estilo, cantando no The Voice. Fui avisado já no fim da tarde pelo meu irmão, através de uma mensagem por Whatsapp que já vinha com o vídeo dele cantando. João Canalha surpreendeu todo mundo e teve sua performance aprovada. Agora ele é do time da Claudia Leite.

O que mais me alegra nessa história é saber como um cara de 65 anos é capaz de se reinventar. João poderia estar em casa, com as filhas, sumido da tevê que não mais o quer e apenas esperando um grande convite chegar para ressurgir onde ele já mostrou seu talento. Mas não. Ele, que já amava música, meteu a cara num programa de calouros em rede nacional e mandou muito bem.

Quantos teriam coragem de fazer isso depois de já ter uma carreira consolidada na tevê?

Por essas e outras que João Carlos é um sujeito admirável. Tudo indica que não avisou ninguém, não pediu a torcida dos amigos nem ficou alardeando que participaria do programa. Foi lá, surpreendeu todo mundo e cantou bem como sempre fez – inclusive nos programas que ele apresentava.

Parabéns, João Canalha. A sua coragem e autenticidade ainda inspiram muita gente que te acompanha e gosta de você. E eu sou um desses que vai estar na sua torcida. Vida longa ao Canalha Cantor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s