O centro da cidade está morto

Comercialmente falando, o centro de Americana é um defunto à espera do enterro.

Esta semana, a Lojas Seller anunciou que vai encerrar suas atividades. A decisão, à princípio, não afeta unidades de outras cidades.

É claro que boa parte da “culpa” pela queda no comércio tem relação direta com a crise financeira. Soma-se a isso a cobrança abusiva da Área Azul (sistema de estacionamento rotativo) e ao fato da região central da cidade de Americana não oferecer qualquer atrativo para os clientes se comparado aos shoppings, por exemplo.

Não existem razões lógicas para o consumidor frequentar esta região da cidade e fazer suas compras por lá. Além de não ser necessário, já que muitos dos serviços são oferecidos nos bairros, o consumidor não sente qualquer desejo para se deslocar até esta região. Exceto os mais antigos, que possuem algum apelo emocional pelo local.

A área central da cidade se resume basicamente a lojas de bugigangas chinesas e lanchonetes que oferecem comida de qualidade duvidosa. São raras as exceções de lojas que atraem com alguma proposta diferenciada os clientes.

E se pensarmos que os bares e lanchonetes são atividades secundárias – ninguém vai ao centro pra comer coxinha, faz isso por estar na ali resolvendo outras questões ou comprando -, o leque de opções cai drasticamente.

Houve uma mudança no comportamento do consumidor, que fez com que os comerciantes tivessem que se reinventar – vendendo pela internet, por exemplo – e ficando mais próximos dos clientes, como nas lojas de bairros.

(In)felizmente, hoje ninguém precisa se deslocar para comprar. Na era da compra com 1 clique, é cada vez mais tentador esperar que as lojas ofereçam opções para o cliente comprar com comodidade. Coisa que os comerciantes do centro não fazem.

Crise financeira, área azul, ruas feias e esburacadas, falta de estrutura, falta de criatividade no varejo… quem será o coveiro que vai enterrar o centro? 😦

Imagem do centro da cidade de Americana deserto, sem consumidores, com poucas pessoas dispostas a fazer suas compras no local
Poucos consumidores frequentam o centro comercial da cidade de Americana para fazer suas compras

Texto originalmente postado em 28 de março de 2019 no Facebook.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s