Hoje eu demiti um cliente

Pra quem ainda não sabe, durante a quarentena adotamos uma nova estratégia na Claricear Filmes: focamos nos vídeos animados e personalizáveis.

Sabendo das dificuldades que o setor de bares, restaurantes e hamburguerias enfrentaria durante a quarentena por ter que vender apenas pelo delivery, resolvemos criar alguns modelos de vídeos animados que pudessem ser personalizados. O objetivo era que nossos clientes pudessem divulgar sobre entregas e promoções.

Ou seja, nós criamos os modelos (estrutura) e adaptamos cores, logo, fotos e informações de contato de acordo com a necessidade ou o desejo de cada cliente. A utilização de modelos nos ajudou a chegar mais longe, atingindo pessoas/empresas de várias partes do país, oferecendo um produto de excelente qualidade por valores acessíveis.

Só para te dar um exemplo, nosso modelo de vídeo mais pedido custa apenas R$29,90. Entregamos pronto, personalizado e em alta qualidade (HD). É só o cliente colocar nas redes sociais e esperar a clientela fazer os pedidos.

Essa estratégia nos fez chegar longe. Atendemos e vendemos para clientes de várias cidades do Brasil, de norte a sul. E chegamos até na cidade que meu pai nasceu, do outro lado do Oceano Atlântico. Conseguimos vender para uma hamburgueria de Cascais, em Portugal.

Mas você deve saber que a venda é um processo complicado. Nos deparamos com clientes de todo tipo, que fazem pedidos esquisitos e é preciso muito jogo de cintura para sair de certas situações. A experiência chega com o tempo e aos poucos vamos aprendendo com os mais “complicados”. Nesse caso, a solução é sair de mansinho e não pegar o serviço, por mais que o dinheiro seja necessário.

Hoje eu demiti uma cliente.

Não foi fácil. Ela queria comprar 6 vídeos, o que daria em torno de R$300,00. Nada mal para quem está começando e tem clientes que compram apenas o produto mais barato, de R$29,90. Mas era isso ou adiar um problema que daria muita dor de cabeça lá na frente.

A explicação é simples: a cliente queria revolucionar a comunicação do restaurante dela (nossos vídeos faria parte da estratégia), mas ela não tinha sequer a logo para me enviar.

É isso mesmo. Ela não tinha uma arte para me enviar em boa qualidade, apenas fotos mal tiradas de um cartão de visitas ou de panfletos de baixíssima qualidade gráfica. Era quase impossível fazer um bom trabalho, e isso vai além do material para produzir o vídeo.

Um cliente como este tem pouco apego pelo seu próprio negócio. Alguém que levanta todos os dias, se dedica há anos e não tem nenhum material de apresentação decente liga muito pouco para o próprio estabelecimento. Falta cuidado, carinho. Falta zelo por algo que é dele, não meu.

Trabalhar para clientes assim é difícil, já que eles não oferecem o mínimo para a produção do material (vídeo), está pagando pouco e certamente vai dar muito problema mais adiante, querendo fazer mil e uma alterações. Isso sem contar que, se o trabalho não ficar da maneira que ele imaginou, vai jogar toda a culpa no vídeo, mesmo que a execução tenha sido prejudicada pelo material que ele (cliente) mesmo ofereceu.

Sendo assim, é mais fácil deixar pra lá. A paz de estar tranquilo e trabalhar para quem se importa com seu trabalho é muito mais valiosa do que um dia inteiro de encheção de saco por R$29,90. E olha que isso não é desprezo nem empáfia, apenas uma maneira de olhar para este tipo de relação fornecedor x cliente.

Nem sempre o dinheiro deve ser o guia. E um cliente assim, por mais que você se esforce, vai te trazer poucas ações positivas. O erro será sempre do outro, de você que fez um vídeo “mal feito”, do governo que só rouba ele, da cozinheira que não acerta o ponto da comida e por aí vai. É o cliente que arruma desculpas pra tudo, o problema nunca é ele.

É melhor deixar isso pra lá e buscar novos clientes. E sabe o que é melhor? Eles sempre aparecem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s