O surf vai te ensinar que a Black Friday não é para qualquer tipo de negócio

Imagino que você já foi à praia.

A chegada é sempre por estradas montanhosas que nos permite ver o mar lá de cima. É bonito, e em algumas praias é possível notar uma concentração de surfistas na água.

Eles ficam no mar por horas esperando a onda perfeita. Isso não quer dizer que, na busca pela tal onda perfeita, não passe por eles inúmeras “ondas ruins”. Essas “ondas ruins” os surfistas simplesmente ignoram e isso pode nos ensinar algumas coisas.

Nem toda onda é boa o bastante para o surfista surfar. Assim como para nós nem toda oportunidade é imperdível e nem todo lugar é agradável e necessita da nossa presença. É preciso sempre ter muita cautela e analisar as situações e os contextos para tomar as decisões corretas.

Surfistas esperando a onda perfeita chegar para surfar
Os caras estão lá, esperando a onda perfeita surgir no meio de tantas ondas ruins

Tenho certeza que você, quando era criança, insistia com sua mãe para sair com os amiguinhos e usava como argumento o já famoso “mas mãe, todo mundo vai!”. Sua mãe, que não boba nem nada, dizia que você não era todo mundo e não te deixava ir – pelo menos em grande parte das vezes.

Embora todos os seus amiguinhos fossem no tal lugar desejado, por algum motivo sua mãe decidia que aquele não era um bom lugar para você frequentar ou que a presença desses amigos não era tão saudável assim para você. Pode ter certeza que ela, na maioria das vezes, sabia o que estava fazendo e só queria o seu bem.

Em tempos de Black Friday essa lógica de que nem tudo é para todos fica ainda mais evidente.

Antes de sair por aí anunciando “70% off” porque “todo mundo faz” em dias como este, pare um pouco para pensar. Analise sua empresa, os seus clientes e se pergunte: é isso mesmo que eles querem? Qual será o retorno que vou ter com uma ação como esta?

Para alguns setores do varejo a Black Friday é ótima, mas em alguns casos – e não são poucos – os resultados não costumam ser muito positivos. Nem todos os clientes estão atrás de pechincha, e pode ser que o argumento de venda do seu produto ou serviço não seja exatamente preço baixo.

Portanto, a Black Friday é extremamente importante. Para alguns ela serve para vender bastante e aumentar o faturamento. Para outros, serve como um momento para reflexão. Cabe a você escolher em qual dos lados está.

Mulher passando quase despercebida por uma parede amarela
Tem hora que é até melhor não participar de certas situações




5 comentários

  1. Excelente texto, parabéns. Concordo com a análise. Aliás, em muitos casos, o cliente se sente mais traído do que atraído.

    Curtir

  2. Perfeito, mesmo que a onda chegue não é pra todos.
    As vezes temos que ficar de fora, pois essa onda pode nos afogar.

    Curtir

  3. ótimo texto, acho a reflexão válida. Só discordaria de “Nem todos os clientes estão atrás de pechincha”, acho que estão sim. Senão a Black Friday não existiria. Os preços estão altos, tudo está caro (importação, tarifas, governo não ajuda, enfim, outra discussão), e um desconto (mesmo sendo fake), atrai consumidores.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s